Rede Sóbrancelhas expande negócios e almeja mercado europeu e dos EUA

Com cerca de 200 lojas e quiosques, a franquia investiu em marca própria de cosméticos e inaugurou e-commerce em meio à pandemia de Covid-19 no Brasil.

 

 

 

Luzia Costa é o que podemos chamar de uma empreendedora nata. Antes de fundar a rede Sóbrancelhas, dedicada a serviços para o embelezamento do olhar, a executiva vendeu biscoitos e pirulitos, teve carrinho de lanches, lanchonete e pizzaria, até que um curso de estética a fez mudar de ramo. Ela abriu uma tenda de massagens na beira de uma praia e passou a atender clientes em domicílio. “Fui me aperfeiçoando cada vez mais no mercado da beleza, com que sempre me identifiquei, e depois de alguns anos, inaugurei um centro de treinamento para profissionais de estética em Taubaté, interior de São Paulo”, diz.

 

Ensinado técnicas como design de sobrancelhas, depilação com linha e maquiagem definitiva, Costa se tornou conhecida na cidade e ganhou segurança para empreender mais uma vez. “Senti que tinha potencial para ter minha própria rede, então, montei a primeira unidade da Sóbrancelhas no Taubaté Shopping, em 2013”. O sucesso foi rápido e em menos de um semestre, ela já ganhava sua primeira franquia e em um formato completamente novo, o quiosque.

 

“Fomos pioneiros em quiosques no segmento de sobrancelhas. Este modelo nos ajudou a expandir por todo o Brasil. Mais enxuto, é uma oportunidade para quem deseja ter seu negócio com um investimento um pouco menor”, explica a CEO. “Como o quiosque fica disponibilizado em corredores de centros comerciais e shoppings, a visibilidade é grande, atraindo clientes que passam pelo local”, acrescenta. Entre quiosques e lojas, a rede conta atualmente com cerca de 200 unidades em operação.

 

O passo seguinte da fundadora foi investir em uma linha própria de cosméticos, que vai além de itens para o cuidado das sobrancelhas, incluindo maquiagem, produtos para pele, mãos, pés e unhas. “Os produtos são uma extensão dos nossos serviços e são todos muito bem aceitos no mercado”, comenta a empresária. Entre os best-sellers da marca estão o sabonete facial em espuma Honey Green e o Sérum Nutritivo para cílios e sobrancelhas.

 

Muitas das fórmulas lançadas vêm sendo modificadas recentemente, a fim de também atenderem ao nicho vegano. “Nunca testamos nossos produtos em animais, mas estamos substituindo alguns insumos para podermos estar de acordo com as necessidades dos nossos clientes adeptos a este mercado”, conta a CEO.

 

Um projeto que a executiva esperava realizar no segundo semestre de 2020 era criar um e-commerce para poder facilitar o acesso a seus cosméticos, especialmente em cidades que ainda não possuem unidades da rede. Mas isso acabou acontecendo antes do planejado, em meio à quarentena da Covid-19. “Com o início da pandemia no Brasil e nossas lojas praticamente todas fechadas, decidimos adiantar o lançamento”, ela revela.

 

Costa diz que mais do que poder ofertar o portfólio de cosméticos em todo o mercado nacional e levar os produtos com segurança e conforto até a casa dos clientes, a decisão de estar presente no mundo digital também visa o fortalecimento da marca. “O ‘novo normal’ irá cobrar muito isso das empresas”, pondera.

 

Além do Brasil, a rede está presente na Argentina e Bolívia. “A aceitação é incrível, principalmente na Argentina, onde o mercado de beleza para sobrancelhas era bem escasso. Caímos no gosto das argentinas”, comemora Costa. Mas, passados sete anos da inauguração da unidade piloto da Sóbrancelhas, a empreendedora sonha mais alto. “Pensamos em alcançar novos mercados, como a Europa e os EUA”, finaliza.

 

Clique aqui e acesse a matéria na íntegra no Portal Brazil Beauty News.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Em meio a crise, Sóbrancelhas lança modelo de negócio de 8 mil reais

August 18, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags