O passado está ligado ao seu presente e você pode descobrir quais são as raízes da rejeição

Por Luzia Costa



Rejeição provavelmente é um dos piores sentimentos experimentados em nossas vidas independente de onde ela seja. Seja por abandono materno ou paterno, relacionamento amoroso, quebra de amizade, quebra de aliança.


Independente da situação a rejeição causa dor e traumas. Muitas vezes, você não entende o comportamento de uma pessoa, e acaba julgando por não entender o que leva essa pessoa, muitas vezes, ser até mal educada, fria, fechada demais, insegura, e por algumas atitudes acaba se afastando dela, enquanto na verdade é a forma que ela encontrou de te pedir socorro.


Uma vez rejeitada, cria se uma raiz de sustentação desse sentimento. E a forma de defesa dela possa ser externada de diversas formas.


Por isso, separei alguns pontos que irão fazer você entender os sintomas da rejeição e de repente você sofre por alguma coisa e não sabe ainda o que é, e que provavelmente passa por alguma situação de rejeição no passado, que criou uma raiz e hoje isso interferiu em seu comportamento.


Exemplo de uma planta, algumas pegam, outras morrem. A que morre não cria raiz. Às vezes algumas pessoas passam pela mesma situação e não criam raízes. Tem planta, que você planta, e ela nasce, cria raiz. Tem pessoas que o sentimento fica enraizado, e quando cresce, por mais que não se lembre, aquela raiz fica lá, e é aí que interfere no seu comportamento diário.


Vou citar alguns pontos de comportamentos que tem a ver com rejeição. Confira:


1. Insegurança: sentimento de inferioridade, acha que nunca está pronta, e que não é boa o suficiente para realizar determinada tarefa ou para ser amada.


2. Medo: Sensação de ameaça. “Se eu expor minhas ideias posso ser demitido, posso ser mal entendido”.


3. Perfeccionismo: causa ansiedade na entrega de uma determinada tarefa por achar que nunca está pronto o suficiente. Vive atarefado.


4. Necessidade de aceitação: o sofrimento de quem agrada a todos por não ter confiança suficiente de lidar com objeções.


5. Não saber falar não: muitas vezes por não querer perder algo, ou alguma amizade fala sim mesmo quando deseja falar não, daí mente para si mesmo. Acaba se submetendo a situações que não devia.


6. Não expor suas ideias: sempre diz que alguém falou ou ouviu em algum lugar. Não se acha bom o suficiente para ter ideias.


7. Falta de pertencimento: todos nós temos a necessidade de pertencer a um grupo quando somos rejeitados, essa necessidade se torna desestabilizada e a desconexão aumenta a dor emocional.


8. Surtos de raiva e agressão: em 2021, o Surgeon General Of The Us divulgou em um relatório afirmando que a rejeição representava um risco maior para a violência adolescente, do que drogas, pobreza ou associação a gangues.


9. Baixa auto estima: muitas vezes isso ocorre quando há uma destruição romântica de um relacionamento, por ser trocado por uma outra pessoa ou quando comparado a outra criança na infância, irmãos ou colegas de escola.


10. Promessas erradas: Feitas no momento da dor é aí que mora o perigo. Promessas feitas por você mesmo que precisam ser quebradas hoje. Ex: eu nunca mais volto nesse lugar; nunca mais vou confiar em ninguém; não aguento mais me decepcionar com amizades falsas.

Posts Em Destaque